CHANSON D'AUTOMNE

Les sanglots longs
Des violons
De l'automne
Blessent mon coeur
D'une langueur
Monotone.

Tout suffocant
Et blême, quand
Sonne l'heure,
Je me souviens
Des jours anciens
Et je pleure.

Et je m'en vais
Au vent mauvais
Qui m'emporte

Deçà, delà,
Pareil à la
Feuille morte.

Paul Verlaine
CASTELOS DE VENTO

segunda-feira

A música é o que me impede de ser totalmente incrédulo. (Léo Ferré)

7 Comments:

Blogger Rosa Brava said...

A música é como se fosse a minha pele... como poderia viver sem pele? Como poderia viver sem música?
Feliz pelo teu regresso! :-)))

6:59 da tarde, abril 29, 2011  
Blogger Zénite said...

:))
Obrigado pela visita, 'Rosa Brava'.

6:56 da tarde, maio 19, 2011  
Blogger Nanny said...

Vim cá para te deixar um beijinho e desejar um Feliz Ano Novo... que 2012 seja um pouco melhor...

Sei Lá!

11:51 da manhã, dezembro 29, 2011  
Anonymous Zénite said...

Obrigado, Nanny.

Um beijinho e votos de um Feliz Ano Novo, pleno de venturas.

12:36 da manhã, dezembro 31, 2011  
Blogger Menina Marota said...

Gosto de passar por aqui em busca das palavras que são música...

3:34 da tarde, outubro 14, 2012  
Blogger Concha Pelayo/ AECA said...

No sé qué es de tu vida, pero apuesta a que me gustaría saberlo.

Un fueerte abrazo.

12:12 da manhã, novembro 12, 2012  
Blogger Zénite said...


Obrigado pela visita, amigas 'Menina Marota' e Concha Pelayo.

Votos de um 2013 pleno de felicidade.

Luís M.

7:07 da tarde, dezembro 31, 2012  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

. .